Categoria: Informática

Novo notebook da Dell tem 15 horas de duração de bateria

Dell anunciou hoje os novos modelos de notebooks da linha Inspiron 13 5000. Os aparelhos chegam ao mercado com diferentes opções de configuração e podem chegar a ter processador Intel Core i7, 8 GB e 512 de espaço em SSD (unidade de memória mais veloz do que o HD comum).

Em todas as versões, o notebook tem revestimento de alumínio e tela de 13 polegadas com resolução Full HD, que está acima da resolução HD e abaixo da 4K.

Na configuração com processador Intel Core i5, a Dell promete duração de bateria de até 15 horas de uso. Segundo a empresa, os testes foram feitos em laboratório com o uso de aplicativos de produtividade usados normalmente pelos usuários (como o pacote Microsoft Office).

Menos de três meses depois do lançamento global, a Intel traz ao país a nova linha de processadores da família Tiger Lake, que estão presentes nos notebooks da Dell e são os responsáveis pelos ganhos de desempenho computacional e eficiência de energia em relação a gerações passadas dos aparelhos da linha Inspiron.

Os notebooks Dell Inspiron 13 5000 contam com conexões HDMI, USB (3.2), USB Type-C e leitor de cartão de memória microSD. Os produtos também podem ter a memória Optane de 32 GB, da Intel, que acelera a velocidade de laptops.

A Dell não informou se os notebooks serão vendidos em redes de varejo, mas eles já estão disponíveis na sua loja online oficial. Veja os preços sugeridos de cada modelo:

  • Processador Intel Core i5 e 256 GB de memória: R$ 6.679
  • Processador Intel Core i5 e 512 GB de memória + Optane: R$ 7.218
  • Processador Intel Core i7 com 512 GB + Optane: R$ 7.729

 

Fonte:
exame.com

Signal, concorrente do Whatsapp

O que é o Signal?

Signal: a organização sem fins lucrativos que oferece comunicação privada (Chesnot/Getty Images)

O aplicativo de mensagens Signal é concorrente do WhatsApp e do Telegram, mas se diferencia de ambos por não coletar nenhum dado de seus usuários. Ele foi o meio de comunicação entre os manifestantes de Hong Kong durante os protestos anti-governo.

O Signal usa criptografia de ponta a ponta em todos os serviços oferecidos na plataforma, desde mensagens até chamadas de vídeo. Não há acesso para contatos, grupos, mensagens, imagens ou pesquisas dos usuários, diferente dos outros aplicativos.

Após o WhatsApp anunciar que tornaria obrigatório o compartilhamento de dados de seus usuários com o Facebook, o bilionário Elon Musk publicou um tuíte curto, mas que gerou grande repercussão: “Usem o Signal“.

O Signal é um aplicativo de mensagens e foi sugerido por Musk por ser uma opção que não coleta nenhum dado de seus usuários.

Fonte:
exame.com
Por Laura Pancini
Publicado em: 12/01/2021 às 07h00
Alterado em: 12/01/2021 às 13h45