Categoria: Comunicação

DuckDuckGo chega a 100 milhões de buscas em um dia pela primeira vez

DuckDuckGo chega a 100 milhões de buscas em um dia pela primeira vez

Buscador rival do Google promete maior proteção dos dados do usuário; marco histórico é alcançado em meio à polêmica sobre privacidade em apps como WhatsApp e Facebook

 

O DuckDuckGo, buscador rival do Google, alcançou pela primeira vez na história a marca de 100 milhões de buscas em um único dia. O recorde foi batido na última segunda-feira (11), quando a ferramenta contabilizou 102.251.307 utilizações.

O feito acontece no momento em que a privacidade das informações pessoais está em discussão em todo o mundo, especialmente após o WhatsApp mudar sua política e anunciar o compartilhamento de dados com empresas parceiras do Facebook. Fundado em 2008, o DuckDuckGo promete, como grande diferencial, a segurança das informações pessoais dos usuários.

Nos dias que antecederam a marca histórica, o DuckDuckGo vinha apresentando números diários que oscilavam entre 80 e 90 milhões de pesquisas. Nos dias seguintes ao recorde, a ferramenta manteve o quantitativo diário acima dos 90 milhões, que se estendeu até esta segunda-feira (18). Desde agosto de 2020, o DuckDuckGo contabiliza 2 bilhões de pesquisas por mês em todo o mundo.

O aumento na utilização do DuckDuckGo pode estar associado à procura por serviços digitais mais seguros. Na última semana, os downloads do mensageiro Signal, considerado “ultrasseguro”, cresceram significativamente após as mudanças de privacidade anunciadas pelo WhatsApp. O Telegram também registrou salto, assumindo a primeira posição no ranking dos apps mais baixados da App Store brasileira nesta segunda-feira (18).

Por Rodrigo Fernandes, para o TechTudo
 

Signal, concorrente do Whatsapp

O que é o Signal?

Signal: a organização sem fins lucrativos que oferece comunicação privada (Chesnot/Getty Images)

O aplicativo de mensagens Signal é concorrente do WhatsApp e do Telegram, mas se diferencia de ambos por não coletar nenhum dado de seus usuários. Ele foi o meio de comunicação entre os manifestantes de Hong Kong durante os protestos anti-governo.

O Signal usa criptografia de ponta a ponta em todos os serviços oferecidos na plataforma, desde mensagens até chamadas de vídeo. Não há acesso para contatos, grupos, mensagens, imagens ou pesquisas dos usuários, diferente dos outros aplicativos.

Após o WhatsApp anunciar que tornaria obrigatório o compartilhamento de dados de seus usuários com o Facebook, o bilionário Elon Musk publicou um tuíte curto, mas que gerou grande repercussão: “Usem o Signal“.

O Signal é um aplicativo de mensagens e foi sugerido por Musk por ser uma opção que não coleta nenhum dado de seus usuários.

Fonte:
exame.com
Por Laura Pancini
Publicado em: 12/01/2021 às 07h00
Alterado em: 12/01/2021 às 13h45